Festify viralizou entre os usuários do Spotify. É que o aplicativo transforma seu histórico num pôster de um festival de música como Coachela, Rock in Rio e Lollapalooza, simulando como seria o evento se levasse em conta única e só o teu amo musical. É interessante fazer porque, boa quota das vezes, não nos damos conta de que ouvimos um estabelecido artista ou banda com tanta regularidade no dia a dia.

Deezer ou Spotify: qual é melhor? Como isto é possível? O Festify puxa da API do Spotify os artistas mais ouvidos por uma conta e cria um line-up visual por você compartilhar nas mídias sociais. O projeto é uma parceria, de Rick Rieta e Tony Bui e começou no ano de 2017, com Rock “brincando” com os detalhes extraídos do Spotify. Tony assim redesenhou o aplicativo e deu o visual que tem hoje.

Advertisement

Dito isso, como é que utiliza o Festify? Não se trata desse aplicativo, a despeito de a URL pareça bastante óbvia. Esse cara é bem boa também, permite que “seus convidados” escolham qual música tem que ser tocada no seu smartphone. Marketplace, Negócio Ou Objeto? cria uma “festa” e obtém um código pra chamar amigos. Todos votam pra optar quais faixas precisam ser tocadas na sua playlist.

Mas o aplicativo que está “bombando” por aí, está hospedado em outro recinto. Dependendo do que você escolher, os resultados conseguem ser bastante diferentes. Clique no período escolhido e baixe uma versão do seu festival no Spotify. O Festivay vai unir vinte e quatro artistas mais ouvidos em ordem de periodicidade pra você.

Advertisement
  1. Quem utiliza o Big data
  2. 1/onze (Creative Commons /janitors)
  3. Bras Cubas outubro 26, 2016 at 4:04 pm
  4. Clique em “Configurações”
  5. 901 - sempre a metade do 1043, ou seja de 12 a 20

Você necessita ter notado que artistas e bandas cujas músicas você escuta em “sessão privada” não mostraram-se, não é? Isso ocorre visto que, independente de Festify, qualquer pessoa que acompanhar o seu perfil no Spotify poderá acompanhar o que você está escutando em tempo real,na coluna da direita no desktop, a menos que você tenha ativado a tua “sessão particular”. Para ativar, basta acessar o menu do Spotify. SpotifyBR que precisariam retornar para essa celebração.

Advertisement

Como você esconde dos seus colegas, é possível que esconda também dos aplicativos que usam a API do Spotify. Pro serviço de streaming, as músicas que você ouve numa sessão especial, todavia, ainda poderão ser consideradas no instante de desenvolver muitas das suas playlists personalizadas (com exceção das “Descobertas da Semana”). Agora que você prontamente tem o link correto e já sabe utilizar o Festify, teste fazer a tua versão. O aplicativo cria um nome distinto pra cada tempo de tempo: VolcanoJam (um mês), ForestFest (seis meses) e Unholy Space (todo o histórico).

A média de repasse é de menos de um centavo por faixa tocada - dividida entre músicos e intermediários. Artistas pedem pagamento mais honrado e transparente - tal das corporações de streaming quanto das gravadoras que negociam os repasses. Empresas pedem artistas mais pacientes, e prometem mais renda à capacidade que o mercado crescer.

Advertisement

6 bilhões) no universo. 0,003 a cada música tocada no Brasil. O valor foi estimado, a pedido do G1,pelo diretor de uma das principais empresas do setor no país, que não quis se identificar. O número condiz com a renda relatada por outros artistas pelo mundo. Serviços de streaming não abrem os números.

Taylor Swift entrou com potência na disputa. Ela peitou o Spotify e a Apple (saiba mais). No Brasil, a associação Procure Saber, que reúne Caetano Veloso, Gilberto Gil e outros, assim como reclama. ISRC: Tudo O Que você precisa Saber ao G1. As organizações de streaming dizem que fazem repasses cada vez maiores, à quantidade que cresce o mercado. 0,003 é uma média estimada).

Advertisement

A fórmula divulgada Planos IPTV á Partir De 30,00/mês Sem Travamentos Spotify é complexa. Ela diz repassar 70% do seu lucro pros produtores de conteúdo. O pagamento varia de acordo com serviço, lucro da organização no mês e nação. A fração de centavo que a empresa paga por play ainda necessita ser dividida entre artista e intermediários: gravadoras, editoras e agregadoras. As gravadoras, no momento em que não havia mercado digital, controlavam todo o método de produção e venda, e assim sendo ficavam com fatias do lucro que podem ser mais de 50%. Alguns músicos tentam novos contratos mais favoráveis.

Share This Story

Get our newsletter